No ano de 2017, US$ 21 bilhões de dólares foram movimentados somente com as vendas online.

Atualmente, ter um site de venda é essencial para qualquer negócio, seja ele de pequeno, médio ou grande porte.

Criar um site de vendas, no entanto, não significa necessariamente ter uma loja virtual. Claro, ela é uma opção, mas não é imprescindível.

O essencial para que você possa vender pela internet é ter um bom planejamento de marketing. Isso inclui estratégias de venda, marketing de conteúdo e SEO.

Quer saber mais sobre esse assunto? Continue lendo abaixo!

Geração de conteúdo: o combustível para as suas vendas

Imagine que o seu site possua algo em torno de 500 visitas por mês e que esse número de visitantes traga 5 clientes novos.

Agora, imagine aplicar uma estratégia que multiplique 10 vezes os visitantes, trazendo agora 5 mil visitas por mês. Mantendo a proporção, você passa a ganhar 50 novos clientes!

Seria bom se a coisa funcionasse dessa forma, mas não é bem esse o caminho. Para manter essa proporção, você precisa ter um bom planejamento de marketing de conteúdo baseado na sua buyer persona.

O conteúdo que você vai oferecer tem que solucionar os problemas de seus clientes. Precisa necessariamente ser um conteúdo que tire as dúvidas e solucione os problemas definitivamente.

Ou seja: quanto melhor for o seu conteúdo, maior será o seu tráfego orgânico qualificado, e consequentemente, mais clientes você ganhará.

SEO para alavancar os seus resultados

Tanto o SEO On-Page quanto o SEO Off-Page são estratégias essenciais para criar um site de venda.

Técnicas de SEO On-Page, como alt tags em imagens, títulos em heading tags, uso de palavras-chave, URLs  amigáveis, dentre outras, são essenciais para melhorar o posicionamento da sua página.

SEO Off-Page também é muito importante, mas não se prenda somente ao link building. Apesar de ser um dos critérios mais importantes utilizados pelo Google para ranquear uma página, gerenciar comentários em redes sociais e investir em marketing de conteúdo também é importante.

Além disso, o Google considera aspectos como velocidade de carregamento de página, tamanho dos conteúdos e relevância dos mesmos para classificar a posição de uma página no site de buscas.

Pesquisas já realizadas por agências de marketing apontam que as primeiras páginas geralmente possuíam conteúdos mais extensos, geralmente com mais de 2.500 palavras.

Isso se explica devido ao fato de que conteúdos mais extensos teoricamente são mais completos e não deixam o leitor em dúvida sobre algum assunto.

Mas é claro que não significa que você precisará fazer isso. Você deve construir conteúdos que estejam de acordo com a sua buyer persona. Se ela está adaptada a ler conteúdos menos extensos, foque naquilo que trará maiores conversões para você.

É importante frisar que independente da sua área de atuação e do tamanho do seu negócio, aplicar técnicas de SEO e marketing de conteúdo é essencial para garantir maior visibilidade no mercado.

Outro aspecto muito importante é a geração de leads qualificados, que deixaremos para o nosso próximo artigo.

Se você gostou do tema, deixe a sua curtida e não se esqueça de colocar  o seu comentário em caso de dúvidas!

%d blogueiros gostam disto: